Categorias
Cidades

Promotor de eventos morre após AVC hemorrágico e abala Barra do Garças

Araguaia Notícia

Ele deu entrada com suspeita de covid mas os médicos atestaram que a causa morte teria sido o AVC

O promotor de eventos, Mauro Alex, que é muito conhecido na cidade de Barra do Garças e Mato Grosso, pelo seu trabalho na promoção de eventos e da cultura, faleceu após um Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico na noite de sábado (19/9) no Pronto Socorro de Barra do Garças.

Segundo informações, ele estava com uma suspeita da Covid sendo internado inicialmente no Hospital Cristo Redentor e devido a gravidade foi encaminhado ao Pronto Socorro e lá os médicos constataram um AVC hemorrágico que infelizmente ceifou a vida do promotor. E devido a suspeita de Covid que também foi colocado no laudo médico provavelmente não terá velório de Mauro.
O vereador Murilo Valoes, que era amigo do promotor, gravou um áudio confirmando essa triste notícia à comunidade barra-garcense. O parlamentar explicou que Mauro teve um problema de saúde há seis dias atrás com uma queda muito brusca das plaquetas e tinha uma consulta marcada para semana que vem em Goiânia, mas infelizmente ele não resistiu. Vale dizer que o promotor participou ativamente do resgate do carnaval de fantasias entre os blocos na Barra à frente do Bloco Brilho Show no Porto do Baé.

Ele também organizou vários desfiles de moda que trouxeram o glamour dos grandes bailes para cidade inclusive voltando a ter grande sucesso o concurso Miss Barra que levou lindas jovens da cidade a participarem de concursos estaduais e até mesmo nacional.

Mauro também participou ativamente do Festrilha em Barra do Garças, festival de quadrilhas de festa junina com o bloco Brilho Junino. E tão logo a notícia sobre a sua morte circulou na rede social surgiram manifestações de pesar de autoridades, amigos e admiradores. Mauro tinha 39 anos que completou no dia 6 de agosto, formado História pelo Centro Universitário Univar, ele era natural de Barra do Garças-MT.

O presidente do bloco 100 Censura, Geni Costa, deixou essa mensagem ao amigo Mauro Alex.

Descanse em paz.
Nós do Bloco 100 Censura
Agradecemos pela convivência durante os dois últimos anos
Você foi um dos grandes incentivadores para que o nosso Bloco fosse criado.
Hoje choramos a sua partida.
Seu legado jamais será esquecido.

Categorias
Cidades

Populares derrubam túmulo construído do lado de fora do cemitério de Pontal do Araguaia

Um túmulo construído nesta segunda-feira (14) do lado de fora do muro do cemitério de Pontal do Araguaia, causou polêmica nas redes sociais e na região da Vila Luzia Maria de Moraes. No final da tarde uma moradora fez a denúncia criticando o fato do tumulo ser erguido na calçada, “Olha aí gente o que tá acontecendo em Pontal do Araguaia, o prefeito mandou fazer o túmulo pro lado de fora agora pra enterrar quem morrer de Coronavírus”, disse em mensagem de áudio.

 

O Secretário de Obras, Emildo Ferreira, utilizou a mesma rede social e disse que não era para vítimas do Covid-19, “Você tá enganada, não é pra enterrar quem morreu de Coronavírus não, é pra enterrar qualquer pessoa e não é agora que vai enterrar não, nesse local, vão ser construídos três túmulos verticais com nove gavetas, porque não tem espaço no nosso cemitério”, explicou.

O assunto seguiu polemizando e no final da tarde, moradores destruíram o túmulo que estava sendo construído, a denunciante comemorou, “Aí pessoal, esse aqui já não vai mais causar acidente, felizmente o povo derrubou ele”, concluiu. Nos próximos dias, os poderes executivo e legislativo do município devem buscar alternativas para ampliação ou a construção de um novo cemitério.

Categorias
Cidades

Cobras venenosas causaram três mortes e 748 ataques neste ano em MT

Os acidentes com serpentes não são tão raros como se imagina, especialmente, em áreas de mata.

Para se ter ideia, somente neste ano, 748 pessoas já sofreram ataques de cobras, em Mato Grosso.

Apenas na última semana, em um período de quatro dias, ocorreram dois casos, sendo que em um deles a vítima veio à óbito.

O tratamento é feito com o soro antiofídico, disponível na rede do Sistema Único de Saúde (SUS). Porém, o estoque do medicamento está abaixo do necessário, no Estado.

Neste ano, os municípios com maior número de notificações por acidentes com serpentes foram Cuiabá (154), Rondonópolis (112) e Água Boa (68).

No último dia 30 de julho, a médica Dieynne Saugo foi picada por uma jararaca, durante um banho na Cachoeira Serra Azul, em Nobres (151 km ao Norte de Cuiabá).

A médica fazia um passeio em um dos pontos turísticos da região, quando ocorreu o incidente.

A cobra despencou com a queda d’água da cachoeira e atingiu Dieynne, que estava logo abaixo.

Socorrida, ela recebeu o soro e foi transferida para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular, em Cuiabá.

Nas redes sociais, a família informou que a médica foi picada duas vezes e as feridas incharam.

Ela chegou a ter 70% das vias aéreas comprometidas desde a picada e passou por um procedimento chamado “traqueoscopia”, uma espécie de endoscopia feita nas vias aéreas.

As informações são de que o quadro dela piorou e a família a transferiu para o Estado de São Paulo com urgência na noite de quinta-feira (4).

O outro incidente ocorreu em Denise (208 km ao Norte da Capital), no dia 28 de agosto.

Giovani Lima Corrêa, 29 anos, foi picado no tornozelo também por uma cobra jararaca, durante um trabalho rural.

Ele foi socorrido pelos próprios funcionários da fazenda e encaminhado a uma unidade de pronto atendimento (UPA) da cidade.

Após receber os primeiros socorros, foi transferido para o Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), pois não tinha soro antiofídico na região onde morava.

Ele ficou internado por três dias no HMC, mas teve uma parada cardiorrespiratória três dias depois e morreu.

De acordo com dados da Secretaria de Estado de Saúde, em 2019, foram registrados 1.418 acidentes por tipos de serpentes.

Conforme dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), foram registrados nove óbitos por este tipo de acidente, no ano passado.

Em 2020, são três mortes, até o momento. As jararacas, que possuem dois dentes inoculadores de veneno, são as responsáveis pela maioria dos ataques no país.

PREVENÇÃO – Entre as formas de prevenção. estão o uso de botas de cano alto ou perneira de couro, botinas e sapatos pode evitar cerca de 80% dos acidentes, usar luvas de aparas de couro para manipular folhas secas, montes de lixo, lenha, palhas, não colocar as mãos em buracos.

Cerca de 15% das picadas atingem mãos ou antebraços.

Conforme informações do Ministério da Saúde, as cobras se abrigam em locais quentes, escuros e úmidos.

Por isso, deve-se tomar cuidado ao mexer em pilhas de lenha, palhadas de feijão, milho ou cana. Cuidado ao revirar cupinzeiros.

“Onde há rato, há cobra. Limpar paióis e terreiros, não deixar lixo acumulado. Fechar buracos de muros e frestas de portas.

Evite acúmulo de lixo ou entulho, de pedras, tijolos, telhas e madeiras, bem como não deixar mato alto ao redor das casas. Isso atrai e serve de abrigo para pequenos animais, que servem de alimentos às serpentes, destaca.

Em caso de acidente, lavar o local da picada apenas com água ou com água e sabão, manter o paciente deitado; manter o paciente hidratado; procurar o serviço médico mais próximo; e se possível, levar o animal para identificação.

O tratamento é feito com o soro específico para cada tipo de envenenamento. Os soros antiofídicos específicos são o único tratamento eficaz e, quando indicados, devem ser administrados em ambiente hospitalar e sob supervisão médica.

O atendimento para esse tipo de acidente é gratuito e feito Sistema Único de Saúde (SUS).

SORO ANTIOFÍDICO – O deputado estadual Faissal Calil (PV) apresentou uma indicação, em que sugere à Secretaria de Estado de Saúde intervir junto ao Ministério da Saúde sobre o aumento no repasse de soro antiofídico ao Estado.

O pedido foi feito em decorrência do caso de Giovane Lima, em Denise.

Faissal ainda justificou a indicação com dados divulgados pelo órgão estadual.

“O estoque de soro antiofídico recebido por Mato Grosso está 70% abaixo do necessário. O Governo solicita 100% de estoque para atender todo o estado, mas tem recebido somente 30% da necessidade”, disse o deputado.

Fonte: Diário de Cuiabá

Categorias
Cidades

Prefeitura de Barra do Garças anuncia pagamento dos servidores públicos para este sábado (29)

A Prefeitura de Barra do Garças anunciou nesta manhã (28), o pagamento dos servidores públicos para este sábado (29), mantendo o calendário dentro do mês trabalhado. De acordo com a Prefeitura, a manutenção da folha em dia é um compromisso do prefeito Roberto Farias com os servidores públicos.

Mesmo com as crises financeiras que afetaram o país desde 2014, e agora com a pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura vem equilibrando as finanças para honrar os compromissos com os fornecedores e, principalmente, com o funcionalismo público, maiores colaboradores com a gestão pública.

A implantação do calendário de pagamento dentro do mês trabalhado começou em 2013, ainda no primeiro mandato do prefeito Roberto Farias. Nos últimos sete anos e oito meses, a atual gestão nunca atrasou a folha salarial e jamais deixou o calendário virar sem efetuar o pagamento dos servidores.

O pagamento da folha em dia permite que os servidores possam honrar seus compromissos e injeta mais dinheiro na economia local, colaborando para amenizar os efeitos da pandemia do coronavírus no comércio da cidade.

Categorias
Cidades

Radialista de Nova Xavantina morre de Covid-19

O empresário, diretor e radialista Divino Carlos da Rádio Rezende FM, morreu nesta tarde de terça-feira 25 de agôsto vítima do Covid-19. Ele estava internado há 14 dias em uma UTI de um hospital de Barra do Garças. O corpo será transladado para Nova Xavantina onde será sepultado.

Divino é a 9ª vítima do Covid-19 em Nova Xavantina.

Fonte: Água Boa News

Categorias
Cidades

Número de pacientes curados de Covid-19 em Barra do Garças chega a 70%, maior índice de recuperados desde o início da pandemia no município 

O Boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde de Barra do Garças nesta segunda-feira (24) mostrou que dos 1533 casos confirmados de Covid-19, 1077 já estão curados, elevando o índice de recuperados à 70,25%, o maior desde o início da pandemia no município.

Atualmente são 372 casos ativos, desses 358 estão em isolamento sendo monitorados e 14 internados. 7 pacientes de Barra do Garças estão na UTI, 4 na rede pública e 3 na particular. Outros 5 pacientes de outros municípios estão na UTI.

A quantidade de óbitos regiatradas em Barra até esta segunda-feira (24) é de 84, 64 não indígenas e 20 indígenas. 41 moradores de outros municípios faleceram nos hospitais da cidade.

Categorias
Cidades

Cerca de 100 cabeças de gado morrem após frio de 9°C em MT

Segundo relatos de fazendeiros da região, a sensação térmica chegou a 0°C durante a madrugada

A chegada da massa de ar frio que derrubou as temperaturas em todo o país causou prejuízo para os pecuaristas de Mato Grosso. No município Reserva do Cabaçal, a 412 km de Cuiabá, cerca de 100 cabeças de gado morreram na madrugada desse sábado (22), conforme levantamento preliminar feito pelos próprios fazendeiros em um raio de 5 km.

Os termômetros marcaram 9°C, mas, segundo relatos de fazendeiros da região, a sensação térmica chegou a 0°C durante a madrugada.

O pecuarista Amauri Nazaro contou ao G1 que cria touro reprodutor da raça nelore. Somente na fazenda dele foram encontrados 12 animais mortos e outros oito debilitados. Até agora, o prejuízo é de R$ 150 mil.

Para tentar reanima-los, o proprietário está aplicando medicamentos, no entanto, ele acredita que mais cinco devem morrer.

“A gente ouve muito falar que na propriedade de ‘fulano’ morreu um em outra dois. Tem muita gente também que nem sabe, porque isso nunca aconteceu aqui, nunca teve isso aqui”, contou.

Na propriedade do prefeito Tarcisio Ferrari, cerca 27 cabeças de gado morreram com o frio.

Na fazenda de outro vizinho de Amauri foram encontrados 21 animais mortos e outros também debilitados.

“Morreram os mais novos, pois a propriedade é plana e o gado fica exposto ao vento”, disse Amauri.

O pecuarista contou ainda que em outra propriedade dele não ocorreu mortes, pois o gado estava protegido com a mata fechada.

“O gado se abrigou na mata. Creio que a mata é um refúgio bom para frio”, disse.

Neste domingo (23), as temperaturas na região voltaram a subir. A mínima é de 12°C e a máxima de 33°C, conforme dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Para segunda-feira (24) a mínima é de 16°C e a máxima de 36°C.

Fonte: G1 MT

Categorias
Cidades

Tem criança que não é inocente, enfatiza padre sobre menor de 10 anos estuprada

Após compartilhar uma publicação do presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o padre Ramiro José Perotto, de Carlinda (762 km ao norte de Cuiabá), afirmou que a menina de 10 anos, vítima de estupro no Espírito Santo, “gosta de dar”. O print do comentário circula nas redes sociais.


Conforme o print, o pároco iniciou a discussão em seu perfil no Facebook, sobre o caso da menina de 10 anos que era estuprada pelo tio desde os 4, no Espírito Santo. A criança realizou aborto legal, com respaldo da justiça, após a gravidez proveniente dos abusos constantes.

Uma usuária criticou o compartilhamento. “Obrigar uma mulher a seguir com uma gravidez indesejada é errado. Obrigar uma mulher vítima de estupro a seguir com a gravidez é nojento”, disse.

O padre então respondeu, dizendo para a mulher “aprender interpretação de texto”. Em outro comentário, ele ainda duvida da inocência da menina. “Você acredita que a menina é inocente? Acredita em papai Noel também. 6 anos, por 4 anos e não disse nada”.

Respondendo as pessoas, ele afirma que ela aceitou os abusos. “Ela compactuou com tudo e agora é menina inocente”, diz, após rir. “Gosta de dar então assuma as consequências”. Feito o comentário, diversas pessoas iniciaram uma discussão e saíram em defesa da menor.

Segunda polêmica
Não é a primeira vez que a Paróquia de Carlinda é envolvida em polêmica. O antigo padre da matriz, Vailto Venâncio Filho, foi afastado de suas funções após denúncia de assédio sexual sofrido por duas vítimas, em fevereiro deste ano.

Um vídeo da câmera de segurança da igreja mostra o padre dando um tapa na bunda de uma funcionária do local. Ela e outra funcionária denunciaram que o padre as assediava e queria manter relações sexuais com elas.

Outro lado
De acordo com o padre, ouvido pelo , ele fez o comentário após republicar a mensagem do presidente da CNBB, Dom Walmor Oliveira de Azevedo. Na segunda-feira (17), o arcebispo disse que a interrupção legal da gravidez, feita na criança de 10 anos vítima de estupro, era um “crime hediondo” e que a “violência do aborto não se explica”.

O pároco conta que, na publicação, disse que a Igreja Católica é contra o aborto. “Eu republiquei a mensagem e coloquei como cabeçário, que pra igreja católica, nós somos contra o aborto. Se você é católico e é a favor, tem que repensar a sua fé. E começaram os ataques, dizendo que a igreja é pedófila, que padres são pedófilos”, conta.

Passado o compartilhamento, ele saiu para rezar, e quando abriu o perfil, se deparou com mais de 80 comentários. O padre então passou a responder as pessoas, quando fez o comentário que repercutiu.

No entanto, ele diz que as pessoas distorceram suas palavras e até mesmo o print que viralizou. “Começamos a conversar e eu falei que o que nós temos hoje uma sociedade erotizada, as crianças visualizam erotismo até no desenho animado. Tem criança de 10 anos que é inocente, e tem criança que não é. Mas eu jamais colocaria aquela mensangem, printaram e apagaram o nome da pessoa, jogaram um monte de coisa que eu não disse”, conta.

Ainda de acordo com ele, o Conselho de Assuntos Econômicos Paroquiais (CAEP) marcou uma reunião para esta tarde, onde será discutida a conduta do padre. “A igreja sempre foi atacada e sempre será. Estou tranquilo, que estou em paz, rezando pelas pessoas. Fui orientado a procurar um advogado, não quero mais mexer com isso, não me sinto acusado”, finaliza.

Categorias
Cidades

Barra do Garças deve sediar maior etapa do Circuito Nelore de Qualidade em 2020

A unidade da Friboi em Barra do Garças (MT) vai receber mais uma etapa do Circuito Nelore de Qualidade. As avaliações serão realizadas nos dias 17 e 18 de agosto, quando é esperada a participação de 1.300 animais, consolidando assim, a etapa como a maior do Circuito até o momento. Promovido pela Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), o Circuito Nelore tem o apoio da Associação dos Criadores Nelore de Mato Grosso (ACNMT) e patrocínio da Friboi e Matsuda Sementes e Nutrição Animal.

O agronegócio da carne bovina vive um bom momento no estado. Segundo dados divulgados pela Federação das Indústrias de Mato Grosso (FIEMT), as indústrias da carne registraram crescimento de 40% no primeiro semestre deste ano. Os valores pagos pela arroba do boi, pelos animais de reposição e reprodutores seguem aquecidos. Para André Locateli, gerente executivo da ACNB, o resultado mostra o quanto é importante os pecuaristas estarem atentos às oportunidades do mercado.

“Cada produtor, de acordo com sua realidade, busca produzir da melhor forma possível. Ao participar do Circuito Nelore de Qualidade, a partir da avaliação das carcaças dos animais, os pecuaristas podem avaliar como o seu produto está em relação aos padrões demandados pelo mercado”, ressalta Locateli.

Dentro das avaliações do Circuito, os participantes obtêm informações detalhadas sobre idade, peso e acabamento de gordura dos animais. Nesse sentido, os pecuaristas têm se destacado a cada etapa, apresentando animais cada vez mais jovens, pesados e bem terminados.

Após Barra do Garças, uma nova etapa do Circuito Nelore será promovida em Mato Grosso, no município de Pedra Preta, nos dias 19 e 20 de agosto.

Contatos para inscrições

Para participar do Circuito Nelore de Qualidade, os pecuaristas devem entrar em contato com a unidade da Friboi em Barra do Garças pelo telefone (66) 3402-2982 e falar com Toninho. Qualquer pecuarista pode participar do Circuito Nelore com lotes a partir de 18 a 20 cabeças.

Circuito Nelore de Qualidade

Realizado pela Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), o Circuito Nelore de Qualidade fortalece e promove a genética e a carne da raça, contribuindo para elevar a produtividade da pecuária nacional. A iniciativa avalia resultados obtidos pelos produtores, cada qual em sua realidade e sistema de produção.

Promovido desde 1999, o Circuito conta com apoio da Friboi e Matsuda Sementes e Nutrição Animal e cresce a cada ano: em 2020, estão previstas 40 etapas em 11 estados. Até o fim do ano, 25 mil animais devem ser avaliados, consolidando o Circuito Nacional de Qualidade como o maior campeonato de avaliação de carcaças de bovinos do mundo.

Mais informações: www.nelore.org.br/circuitonelore

Fonte: Água Boa News

Categorias
Cidades

PANDEMIA AVANÇA NO VALE DO ARAGUAIA -Covid-19 já matou 143 pessoas na região

Casos de Coronavírus confirmados chegam a 3.452 com 2.682 recuperados

Os números do Covid-19 são assustadores na região Oeste de Goiás e leste de Mato Grosso conhecidas como vale do Araguaia, até quinta-feira (13/08) nos 12 municípios goianos e 10 mato-grossenses foram registrados 3,452 casos da doença, com 143 óbitos e 2,682 pacientes recuperados. Em Goiás o maior número de casos aconteceu em Aragarças (437), seguido por Iporá que já registra 384 casos. Em número de mortes os dois Municípios invertem as posições, foram 22 óbitos em Iporá e 10 em Aragarças. Outras cidades com índices altos são: Piranhas (110 casos e 6 óbitos), Bom Jardim de Goiás (90 casos e 4 óbitos),  Montes Claros de Goiás (88 casos e nenhum óbito), Caiapônia (76 casos e 1 óbito), Doverlãndia (56 casos e 1 óbito), Arenópolis (21 casos e 1 óbito), Baliza (12 casos e nenhum óbito), Diorama (11 casos e 1 óbito), Jaupaci (10 casos e 2 óbitos) e Palestina de Goiás (7 casos e nenhum óbito).

 

No lado mato-grossense, o maior número de casos registrados é em Barra do Garças, com 1.285 casos e 68 óbitos, seguido por Campinápolis (214 casos e 8 óbitos), Nova Xavantina (202 casos e 8 óbitos), General carneiro (184 casos e 7 óbitos), Pontal do Araguaia (139 casos e nenhum óbito),  Novo são Joaquim (58 casos e 2 óbitos), Torixoréu (32 casos e nenhum óbito), Araguaiana (26 casos e nenhum óbito), Ribeirãozinho (7 casos e nenhum óbito) e Ponte Branca (3 casos e 2 óbitos). Quanto ao número de pacientes recuperados Barra do Garças lidera com 901 pacientes curados e Aragarças com 398.